A qualificação da gestão é uma das iniciativas apontadas por especialistas para a otimização dos recursos na saúde pública. Das pequenas até as grandes decisões, cada prática que melhore a aplicação dos recursos e os serviços prestados ao cidadão representa um avanço positivo. Nesse sentido, a impressão de documentos médicos sob demanda é uma ação simples de ser executada e que pode proporcionar ganhos importantes.

Como funciona a impressão de documentos médicos sob demanda

Em um modelo de impressão de documentos médicos sob demanda, os resultados são tirados da tela do computador apenas se o paciente quiser ou precisar. Caso o médico não tenha uma maneira de consultar diretamente via sistema (do hospital, da clínica ou mesmo um sistema geral da prefeitura), também pode ser impresso a pedido direto dele.

Esse tipo de prática traz inúmeras vantagens. A primeira, claro, é a economia. Com menos impressões, economiza-se na depreciação dos equipamentos, em tinta, toner, papel e até, em menor escala, em energia elétrica. Outro custo relacionado à impressão de documentos médicos é o armazenamento, pois enquanto o paciente não busca, é necessário manter uma estrutura para guardá-los.

Quer dizer, mantém-se espaço e tira-se tempo para organizar documentos que, às vezes, sequer serão buscados. Essa questão do armazenamento, aliás, é outro benefício da impressão de documentos médicos sob demanda, pois os processos ficam mais práticos e enxutos, reservando espaço, tempo e energia para trabalhos que efetivamente são necessários.

Outro ganho está relacionado às questões ambientais. Diminuir o uso de papel é uma decisão importante para que órgãos públicos, especialmente instituições de saúde, possam se mostrar como exemplos de boas práticas. Para além do exemplo, no entanto, está o efetivo protagonismo em ações que diminuam o impacto das atividades humanas e gerem sustentabilidade.

Com a redução de tempo dedicada à impressão e ao armazenamento, bem como a economia conquistada, hospitais públicos, clínicas, pronto atendimentos e unidades básicas de saúde da família ganham em produtividade e qualificação na gestão. Ok, pode ser até um passo pequeno diante de tantos desafios e mudanças necessárias, mas já é algum movimento inteligente e com efeitos práticos, concorda?

Infraestrutura para permitir a impressão sob demanda

Há, porém, alguns pontos que precisam ser observados na hora de planejar o funcionamento da impressão de documentos médicos sob demanda no sistema de saúde público. Em teoria, a dinâmica deveria funcionar assim: a instituição faz o documento e, no cadastro, pede o e-mail do paciente. O paciente recebe o resultado em seu endereço eletrônico para ter esse registro.

Para que o paciente não precise imprimir ele mesmo, o documento pode ficar disponível no sistema para, no dia da consulta, o médico acessar o resultado por meio do prontuário eletrônico. Caso isso não seja possível, uma solução é o médico receber em seu próprio e-mail o resultado do paciente. Contudo, isso requer que já se saiba com quem ele vai se consultar antecipadamente.

Não sendo possível nem acessar o resultado via sistema, nem enviar para o e-mail do médico, resta orientar ao próprio paciente que o imprima para a consulta, sempre deixando claro que, se ele preferir, pode pedir para que a própria instituição (clínica ou hospital) imprima. Mas isso só deve acontecer se ele for presencialmente buscar o resultado. Assim, a impressão é feita na hora.

Você pode se perguntar: diante de limitações no sistema, quer dizer que a impressão de documentos médicos sob demanda é inválida? De maneira alguma! A ideia não é acabar com as impressões, mas reduzi-las, fazendo-as apenas quando necessário. Só isso já é capaz de proporcionar todos os benefícios que listamos antes!

Mas essa prática dispensa o outsourcing de impressão?

Também não! Reforçando: a impressão de documentos médicos sob demanda não busca extinguir a documentação dos resultados. Caso o paciente ou o médico precisem, é necessário que exista uma infraestrutura capaz de atendê-los adequadamente. E já que a impressão será feita na hora, ela não pode demorar. Não se pretende deixar a pessoa esperando, nem tomar tempo demais dos atendentes, não é mesmo?

Assim, uma solução específica de impressão para a área médica continua sendo necessária. Nos diagnósticos por imagem, por exemplo, a qualidade do impresso é requisito para que a avaliação do doutor ou da doutora ocorra de maneira precisa e correta. E mesmo documentos mais simples, como hemogramas, têm muito volume, o que exige um equipamento econômico para garantir a economia que é esperada.

Além de atender esses requisitos técnicos e práticos, uma solução de outsourcing de impressão sob medida para impressão em clínicas e hospitais ainda envolve a correta distribuição dos equipamentos e a análise da demanda para que eles sejam organizados de acordo com a necessidade, evitando que alguma área fique com falta enquanto outra tem capacidade ociosa.

Então, para conquistar todos os benefícios da impressão de documentos médicos sob demanda e permitir que esse trabalho não seja uma fonte de gastos para as instituições públicas de saúde, conte com a Almaq! Nós temos as soluções ideais para dar conta de todos esses desafios. Entre em contato com a gente e entenda melhor. E se este artigo foi útil para você, compartilhe com seus colegas!