Com as constantes transformações nas demandas da população, saber como inovar na gestão pública nunca foi tão fundamental para quem atua neste setor. Afinal, as pessoas buscam serviços cada vez mais eficientes e sustentáveis, que sejam capazes de garantir o acesso de qualidade e, ao mesmo tempo, a preservação dos recursos para todos e para as futuras gerações.

Vale lembrar que todo esse movimento parte de duas frentes muito importantes. De um lado, as pessoas estão mais conscientes de seu próprio papel e do papel das organizações na construção de um mundo melhor e, por isso, não faltam boas ideias e iniciativas nesse sentido, abrindo espaço para a exploração de diversos modelos, soluções e ferramentas inovadoras.

Por outro lado, muitas instituições já entendem a importância da transformação digital no governo, embora ainda não contem com todo o suporte financeiro necessário para colocar essas ações em prática — sabemos muito bem que gestão pública e orçamento são forças que caminham lado a lado.

Então, nada melhor do que pensar em ações que ajudem a poupar dinheiro sem prejudicar o desempenho e a qualidade do serviço prestado à população. É por isso que, neste artigo, vamos dar dicas sobre como inovar na gestão pública para tornar as entidades mais sustentáveis com algumas medidas práticas.

Como inovar na gestão pública com 3 ações de peso

Um dos impactos mais perceptíveis do investimento em inovação é a melhora no aproveitamento dos recursos disponíveis, mapeando desperdícios e criando cada vez mais espaços para ações de responsabilidade ambiental — além de, claro, melhorar a percepção do público e a imagem da instituição! Para ajudar você nesta tarefa, elencamos 3 pontos práticos sobre como inovar na gestão pública:

1 – Direcione sua infraestrutura de TI para a nuvem

Hoje em dia, pouquíssimas empresas são capazes de conduzir suas operações sem uma infraestrutura de TI. No setor público, a estatística é a mesma. Técnicos, salas de servidores e centrais de atendimento fazem parte da rotina das instituições, consumindo espaço, energia elétrica e outros recursos diariamente. Mas não precisa ser exatamente assim! Isso porque a transferência de toda essa infraestrutura para a nuvem é um modelo que se populariza cada vez mais.

Nessa modalidade, a instituição troca a aquisição e manutenção dos hardwares e softwares necessários para operação pela contratação de uma empresa que ofereça esses recursos de forma remota. Em outras palavras, ao invés de comprar e manter seus servidores, você aluga o espaço em uma estrutura mais robusta e abrangente. Assim, pode usar recursos e tecnologias de última geração sem a necessidade de grandes investimentos!

2 – Busque soluções em eficiência energética

Não é novidade que o consumo de energia elétrica é uma fonte de preocupação em grande parte das instituições, que buscam alternativas cada vez mais eficazes e sustentáveis para conseguir fazer mais com menos ou, ainda, fazer melhor com o que já se tem. Foi de olho nessa demanda que as soluções de eficiência energética começaram a se popularizar, focando em softwares que usam inteligência artificial para otimizar a operação.

Dessa forma, é possível criar padrões de controle para questões como iluminação e climatização em grandes departamentos, ajudando a incentivar boas práticas entre os colaboradores e reduzindo custos operacionais: por meio de sensores, é possível detectar se a temperatura de um ambiente está irregular, se portas e janelas foram fechadas, se luzes estão acesas em espaços vazios e acompanhar vários outros indicadores que ajudam a mitigar esses pequenos prejuízos do dia a dia.

3 – Aposte na automatização de processos

Quem atua no setor público já compreende a importância da tecnologia na gestão: automatizar processos, investir em equipamentos modernos e trabalhar com a terceirização de demandas também faz com que uma instituição reduza o consumo de diversos recursos. É o caso do uso de papel, que pode ser diminuído drasticamente quando as demandas passam a ser realizadas por sistemas automatizados.

Além disso, quando um departamento público automatiza processos em busca de uma contrapartida ambiental, a tendência é que os próprios funcionários pensem duas vezes antes de imprimir documentos que podem ser utilizados em formato PDF, por exemplo. Sem falar que, nessa mesma esfera, a digitalização de documentos se destaca como uma opção para aumentar a segurança dos arquivos, facilitando a busca e o registro de dados e diminuindo a necessidade de espaço reservado para arquivamento.

Conte com a Almaq: todas as soluções em um só lugar

Se você está pensando que essas ações não têm nada de práticas, talvez seja hora de conhecer as soluções da Almaq e todos os benefícios que elas oferecem! Com o nosso outsourcing de impressão, por exemplo, é possível garantir mais facilidade e eficiência para a rotina de trabalho no seu departamento público, tudo com o suporte de tecnologias de ponta, capazes de automatizar e simplificar a operação.

Trata-se ainda de um serviço que proporciona mais valor agregado às atividades e contribui para que os funcionários tenham sempre à disposição equipamentos e insumos adequados, além de manutenção e auxílio ao controle da infraestrutura gráfica do seu órgão público.

E não para por aí: nosso portfólio também conta com uma solução de eficiência energética pensada na medida para o setor público. Por meio dela, sua instituição pode ter até 40% de economia na conta de energia e diversos benefícios que estimulam a sustentabilidade, a eficiência e a economia com tecnologia de última geração e suporte técnico disponível sempre que você precisar!

Entre em contato com a nossa equipe e saiba mais sobre como podemos ajudar seu departamento a inovar reduzindo custos, aumentando a produtividade e automatizando processos. Estamos à disposição para atendê-lo!