O conceito de governança de TI nada mais é do que o conjunto de práticas adotadas com a finalidade de alinhar os objetivos de negócio com todos os recursos referentes à Tecnologia da Informação. Através disso, é possível antecipar problemas e ter uma visão estratégica sobre a área de TI.

Nos últimos anos, a Governança de TI tem sido um instrumento central para organizações públicas, pois asseguram que os investimentos em tecnologia são eficazes e trazem retornos positivos, modernizando e desburocratizando processos.

Para saber um pouco mais sobre o assunto e quais as melhores práticas dentro desse contexto, confira o artigo que criamos especialmente para você. Esperamos que goste!

A nova administração pública

Temos visto nos últimos anos um grande avanço do setor público, especialmente se tratando de novas tecnologias. Com as novas legislações que favorecem esse cenário, estamos presenciando melhores processos, desburocratização, serviços mais alinhados à realidade dos cidadãos e até mais transparência. 

E para continuar com esse progresso, é fundamental ter um controle efetivo sobre a TI, especialmente quando tratamos da administração pública que investe muito capital público para atender às crescentes demandas.

Como falamos inicialmente, as legislações envolvendo questões tecnológicas aumentaram consideravelmente nos últimos anos, e é a Governança de TI que irá apoiar a auditoria em relação a regulamentações internas e externas.

Melhores práticas

Pensando em evitar dores de cabeça desnecessárias, listamos algumas práticas que te ajudarão a se organizar e seguir com uma Governança de TI no setor público. Vamos lá?

Deixe os objetivos alinhados

Projetos públicos tendem a ser amplos e complexos, por isso deixe sempre os objetivos alinhados. Assim, as estratégias poderão ser seguidas e até reajustadas ao longo do caminho sem comprometer o resultado final.

Crie metas

Sempre tenha em mente a realidade do negócio nesta etapa, para que as metas sejam atingíveis. Afinal, quando elas estão muito fora do contexto,  geram frustração para a equipe e comprometem todo o planejamento para a Governança de TI. Uma dica é olhar para os relatórios passados, a fim de criar uma projeção realista.

Construa uma comunicação efetiva

Comunicação é um ponto de extrema importância em qualquer gestão, seja pública ou privada. Por isso, faça com que todos os departamentos tenham passagem livre para se comunicar. Isso pode ser feito através de canais de comunicação. Todos devem estar cientes da importância das regras da Governança , buscando sempre uma comunicação unificada. 

Identifique os riscos

Diante das diversas possibilidades dentro de uma gestão pública, é fundamental ter os riscos mapeados. Essa é uma maneira de prever cenários e tomar decisões assertivas em caso de uma emergência. Isso também ajuda na hora de decisões mais complicadas, uma vez que não vale a pena correr alguns riscos.

Implemente medidas de segurança

Falando em riscos, as medidas de segurança são fundamentais para evitar ataques maliciosos, inclusive vazamento de dados. Por isso, é fundamental sempre contar com uma solução segura, com criptografia de ponta a ponta e que esteja em consonância com a LGPD.

Automatize processos

Com tudo devidamente mapeado e todos os processos compreendidos, coloque a automação para funcionar. Essa atitude diminui a recorrência de erros por falhas humanas e otimiza as demandas.

Sendo assim, fica muito claro que o caminho para uma Governança de TI é um bom planejamento estratégico em conjunto com uma parceria que consiga apoiar nas metas estabelecidas.

A Almaq é uma empresa parte do Grupo Tecnoset, que possui mais de 30 anos de mercado, e é especialista em soluções tecnológicas para o setor público, apoiando de ponta a ponta medidas para uma Governança de TI.

Se quiser saber um pouco mais sobre as nossas soluções, fale sem compromisso com um de nossos especialistas.

Até a próxima!

Leia também: Transformação digital na gestão pública e o desenvolvimento sustentável