É comum sempre nos depararmos com o termo “experiência do cliente” e, junto com ele, várias siglas utilizadas, especialmente no varejo. Mas o que falar sobre a experiência do cidadão? Com a modernização das prefeituras, principalmente a partir do ano 2020, o olhar para esse tema tem sido decisivo.

Diversas prefeituras começaram a entender como a transformação digital tem papel fundamental na maneira de se relacionar com o cidadão e como isso reverbera para um posicionamento estratégico, além, claro, de oferecer melhores serviços e um atendimento digno.

Pensando nisso, criamos este texto, para falar um pouco mais sobre a experiência do cidadão, como a tecnologia tem sido uma aliada nessa jornada e como a sua gestão pública pode oferecer mais vantagens para quem faz uso dos serviços públicos. Vamos lá?


A tecnologia como braço direito

Antes, vamos entender um pouco melhor o que o termo “experiência do cidadão” significa na prática. Suponhamos que uma pessoa deseja consultar um serviço disponível na prefeitura e dar entrada em um protocolo. Para isso, não encontra informações relevantes, precisa sair de casa para buscar informações, que muitas vezes se desencontram, e ainda tem os documentos indeferidos durante o processo, por falta de uma lista mais detalhada do que precisa ser entregue.

Essa era uma realidade muito comum há poucos anos atrás. Com a tecnologia, todas as informações podem ser encontradas através de um site ou aplicativo. O que facilita muito a vida do cidadão. Além disso, as prefeituras têm modernizado os processos com a digitalização.

Dessa forma, a experiência do cidadão tem como objetivo exatamente a boa experiência durante a busca por informações e utilizações de serviços públicos, não se limitando somente aos administrativos. Instituições de saúde e de educação também fazem parte do conjunto!


Pilares de uma boa experiência do cidadão

E para entender um pouco melhor como estruturar uma experiência positiva para o cidadão, separamos alguns pilares que consideramos essenciais. Sendo eles:

1. Gestão data-driven

Busque por ferramentas que ajudem a ter os dados em mãos, para que a prefeitura comece a tomar decisões baseadas em informações que vieram através de dados.

2. Comunicação direta

Procure soluções capazes de criar uma conexão direta com os cidadãos. Um exemplo são mensagens personalizadas.

3. Humanização nos processos

A tecnologia é sempre um meio e não um fim. Por isso, utilize a transformação digital para oferecer um atendimento mais humanizado e cuidadoso.

4. Processos automatizados

Automatizar o que pode ser automatizado além de agilizar a rotina, ainda garante mais segurança, inclusive documental. Uma dica aqui está na digitalização de legado!

5. Ajuda especializada

Uma prefeitura que arrisca fazer tudo sem ajuda, tem mais chances de erro no meio do caminho. Manter equipamentos e softwares por conta, além de caro, demanda equipe especializada. O ideal é buscar um parceiro especializado em transformação digital, liberando os funcionários para outras demandas.


Como implementar melhorias na sua prefeitura

Como mencionamos acima, o ideal é ter uma empresa para apoiar na transformação digital. Ela será a responsável por estudar a infraestrutura atual e providenciar melhorias, enquanto acompanha de perto as necessidades da sua prefeitura. Afinal, é preciso ter equipe disponível para um trabalho mais humanizado com o cidadão.

A Almaq é referência no assunto para o setor público, fazendo parte do Grupo Tecnoset, com mais de 30 anos de mercado. Quer saber mais como podemos auxiliar para uma excelente experiência do cidadão?  Fale com a gente, sem compromisso!


Leia também: 5G: O que muda na educação pública?